144 Respostas

Doados

Amanhã (de)Novo

Olá, bem-vindo.

Essa iniciativa é uma resposta à crise desencadeada pelo Covid-19.
Temos dois objetivos:

1. refletir coletivamente sobre a situação atual, buscando respostas para uma pergunta simples, porém necessária: O que será diferente amanhã?

2. ajudar imediatamente aqueles que estão sofrendo as piores consequências da crise.

Saiba Mais Responder / Doar

Olá, bem-vindo.

Momentos de crise também são momentos de repensar nossos modos de vida. Embora separados individualmente, podemos pensar juntos, como um corpo coletivo, e agir mesmo de dentro de nossas casas, amparados por nossas famílias, para ajudar aqueles que estão na linha de frente. Amanhã (de)Novo convida cada um de nós a atuar em duas frentes:

1. Refletir
Confinados em nossos próprios lares, cada dia é mais um dia do mesmo, em que indivíduos isolados anseiam por uma vida em público. Dia após dia, revivemos o hoje com uma mistura de inquietação, nostalgia e esperança. Amanhã (de)Novo é um grito coletivo para o amanhã voltar. No entanto, não pedimos que o amanhã chegue como o nosso normal de ontem (imitando velhos hábitos, as mesmas maneiras de marginalizar grupos sociais, de negligenciar o meio ambiente); o amanhã deve voltar novo, com o frescor do início de uma nova estação, de uma nova era. E para isso precisamos pensar: convidamos você a responder à pergunta abaixo e assim juntar-se a nós nessa reflexão.

2. Compartilhar
Embora a reclusão, para alguns, possa oferecer a oportunidade de olhar para dentro, de refletir e ficar em paz, ela é um fardo para um grande segmento da população que vive do que ganha a cada dia com seu trabalho, e mais ainda para aqueles que estão combatendo o vírus. Essa crise precisa ser também uma crise do egoísmo e assim abrir novos caminhos de solidariedade. Aqueles que podem oferecem uma mão (mesmo que figurativa) para os que se encontram em condições mais frágeis. E para isso precisamos compartilhar: convidamos você a doar ao responder à pergunta e assim, juntos, ajudarmos aqueles que mais precisam agora.

“O que será diferente amanhã?”

Responder / Doar

As respostas devem ser reflexões sobre a pergunta
“O que será diferente amanhã?”

Nosso objetivo é coletar o maior número possível de respostas para obter uma quantidade considerável de pensamento crítico. Isso oferecerá perspectivas diferentes sobre possíveis mundos após a covid-19. Essas reflexões podem evocar possibilidades de futuro positivas ou negativas; nós coletaremos todas. Não julgaremos as respostas, mas as filtraremos, se necessário, para que não haja ofensas, ataques ou textos não relacionados com a proposta. As respostas serão revisadas e publicadas neste site dentro de alguns dias após o envio. Se você aceitar enviar sua resposta, também concorda que sua mensagem pode eventualmente ser censurada (se julgarmos necessário) sem que isso implique a devolução de sua doação. Sinceramente, não temos interesse em intervir nos textos e, se tivermos alguma dúvida, poderemos entrar em contato para algum possível esclarecimento.

Ao longo da campanha, destacaremos algumas respostas em nossa seção “Respostas em Destaque”, com a intenção de atrair atenção para algumas colocações, e também para o apoio de pessoas notáveis. Com a ajuda delas, podemos expandir nosso alcance.

O tamanho das respostas não é especificado. Elas podem variar de uma frase a muitos parágrafos. Sugerimos que você limite sua resposta a alguns parágrafos para que o conteúdo seja mais facilmente acessível por outras pessoas e para se ajustar à possível publicação final.

Depois de encerrarmos esta iniciativa — não sabemos de fato quando, mas é provável que no momento em que a recuperação da crise comece a ser evidente em todo o mundo —, pretendemos criar uma publicação impressa com as respostas que recebermos. Um livro é o formato ideal. É nesse ponto que nossa parceria com a Revista NESS ganha vida. Eles estão empenhados em nos ajudar a fazer algo bonito com essas linhas. Juntos, procuraremos patrocinadores e subsídios para cobrir os custos de impressão e tornar a proposta viável. Manteremos você informado sobre o desenvolvimento de nossas ações. Enquanto isso, todas as respostas já estarão disponíveis aqui, on-line. Sinta-se livre para explorá-las.

Estamos ansiosos para ler suas reflexões!

Mariana Meneguetti

Enviado em:

Link copiado para área de transferência!

Aqui você encontra as informações sobre nossas ONGs parceiras, os locais para onde direcionaremos as doações e os Termos e Condições de uso e participação. Se você procura doar diretamente, por favor clique em Responder / Doar no menu ao lado.



Amanhã (de)Novo é tanto uma discussão intelectual como uma campanha de ajuda humanitária. Ao refletirmos juntos sobre nosso futuro comum, pedimos que considere doar para aqueles que estão sofrendo diretamente com o vírus e a crise econômica desencadeada.

Qualquer ajuda financeira é bem-vinda. Solicitamos que você doe uma quantia que achar relevante. Quanto mais generoso você for, maior será o impacto. Nós e os beneficiários seremos imensamente gratos.

Trabalhamos com ONGs que estão respondendo ativamente à crise do Covid-19. Juntas, elas cobrem os EUA, o Quênia e o Brasil, em diversas regiões e capacidades. Selecionamos essas ONGs devido a seriedade, transparência, eficiência e alcance global das mesmas. Sua doação primeiramente vai para elas, de onde é redistribuída para as comunidades assistidas.

O Instituto Bei é uma organização brasileira sem fins lucrativos envolvida em uma força-tarefa da Covid-19 para ajudar tanto comunidades indígenas no Xingu e pessoas em assentamentos informais de São Paulo. Povos indígenas são especialmente vulneráveis à Covid-19, com quadros de imunidade mais baixa, modos de vida tradicionais mais coletivos, e pouco acesso a serviços de saúde e hospitais. A quarentena dos povos do Xingu e a negligência do atendimento governamental já está provocando o desabastecimento de alimentos, remédios e outros itens necessários para a sobrevivência de diversas comunidades. O valor arrecadado para essa causa será integralmente destinado à Associação Terra Indígena do Xingu (ATIX), que fará a distribuição de medicamentos, alimentos não perecíveis e produtos de higiene aos diversos povos, diminuindo ainda as necessidades de idas à cidade. Para a campanha de São Paulo, por outro lado, o Instituto está fornecendo ajuda às comunidades do Centro, Heliópolis, Cumbica, Cidade Tiradentes, Sapopemba, Jardim Colombo, São Luís, Pinheral, Porto Seguro, Grajaú, Embúdas Artes, São Remo, Vila Guaraciaba, e Jardim Keraluxe. Essas são comunidades que foram duramente atingidas pela crise e carecem desde de alimentos à água potável. O Instituto Bei, juntamente com seus parceiros, como a Fundação Tide Setubal, implementou uma série de programas de assistência para tratar dessas questões. Saiba mais aqui.

A BrazilFoundation é uma organização sem fins lucrativos que mobiliza recursos dos Estados Unidos para o Brazil atuando como uma ponte entre doadores estrangeiros e organizações sociais que promovem igualdade, justiça social e oportunidade no Brasil. A Fundação está trabalhando para impedir o avanço do novo coronavírus em duas frentes. Primeiro, por meio de seu programa “Amazon Forever”, em parceria com a Conservação Internacional - Brasil, a Fundação está fornecendo ajuda de emergência às comunidades indígenas, quilombolas e ribeirinhas da Amazônia brasileira, numa época em que o Covid-19 está ameaçando suas vidas e meios de subsistência. Segundo, por meio do programa “Juntos contra a Covid-19”, a Fundação está ajudando comunidades vulneráveis em grandes centros urbanos a reduzirem as perdas socioeconômicas mais imediatas desencadeadas pela pandemia. A BrazilFoundation recebeu diversos prêmios de reconhecimento por sua transparência e gestão, como a mais alta classificação da Guidestar 2019 com o Selo Platinum, as 4 estrelas no ranking do Charity Navigator, o Selo Doar 2019 e 2018 com nota A+, o selo Melhores ONGs 2017 e 2018, e o Selo Liga Social 2019. As doações através dessa fundação são tax-deductible nos EUA. Saiba mais aqui.

A GiveDirectly uma organização sem fins lucrativos que envia dinheiro diretamente para as pessoas carentes nos Estados Unidos e em países da África (Quênia, Uganda, Ruanda, Libéria, Malaui e Marrocos). Eles priorizam as preferências dos destinatários em detrimento das dos doadores ou deles mesmos. “Nós não impomos nossas preferências ou julgamentos aos beneficiários; em vez disso, os respeitamos e os capacitamos a fazer suas próprias escolhas, lhes dando voz no debate sobre ajuda global”. A GiveDirectly está respondendo ativamente à crise da Covid-19, tendo doado quase US$ 128 milhões para 222.000 famílias até Junho de 2020. As doações através dessa fundação são tax-deductible nos EUA. Saiba mais aqui.

Convidamos você a doar ao enviar uma resposta à nossa pergunta, mas também aceitamos que doe diretamente, sem postar uma mensagem (embora a primeira opção seja mais interessante). Para ir à página de Doações, clique em “Responder / Doar” na página inicial. Após optar por uma modalidade, você será redirecionado para o site da ONG adequada.

O Amanhã (de)Novo não retém nenhum valor da sua doação. Os custos de transação das ONGs parceiras variam entre 5% e 12%. Para informações detalhadas, veja descrições acima.

Ajude-nos a fazer desta uma bela campanha!

Faça o download aqui dos nossos Termos e Condições

Essa iniciativa só foi possível porque algumas pessoas incríveis acreditaram neste projeto desde o início. Todos aqueles que abordamos para apresentar a ideia, imediatamente a adotaram sem hesitar. Somos extremamente gratos pela confiança que depositaram em nós.

Refik Anadol é um artista de mídia nascido em Istambul e baseado nos EUA. Ele e sua equipe, especialmente Pelin Kivrak, abraçaram o desafio de dar uma vida visual a essa iniciativa. Privilegiando a diferença à singularidade, e o movimento à estase, Refik acredita que os sujeitos são transformados quando a estética, a técnica e a percepção do espaço são reinventadas. A covid-19 invariavelmente transformará nossa cultura contemporânea, e a arte de Refik pode nos ajudar a trazer uma dimensão poética para isso. Consulte Sobre a Arte para obter mais detalhes a respeito de sua contribuição.

A Revista NESS, uma revista Argentina sobre arquitetura, vida e cultura urbana, se uniu ao projeto em nosso primeiro dia de existência e desde então tem nos ajudado a refletir sobre o resultado das respostas. Eles se comprometeram a fazer as reflexões que recebermos durarem mesmo depois que a crise acabar. Juntos, daremos uma presença física ao resultado intelectual da campanha e faremos que ela circule pelo mundo, para que outras pessoas possam se inspirar com os pensamentos de nossos colaboradores.

O Instituto Bei é uma organização sem fins lucrativos que tem trabalhado incansavelmente para ajudar pessoas em assentamentos informais no Brasil durante esta crise. Assim que propomos unir forças, eles imediatamente se tornaram nosso principal parceiro institucional. O Instituto Bei também estabeleceu parcerias com a Fundação Tide Setubal, Instituto Galo da Manhã e o Insper. Juntos somos mais fortes para enfrentar o desafio atual.

A BrazilFoundation é a maior organização sem fins lucrativos que conecta os EUA ao Brasil. Devido a crise, a fundação mobilizou sua rede global de doadores, parceiros e apoiadores, e abriu uma frente de ação “Juntos contra o covid-19”. Seus objetivo é contribuir para frear o avanço do novo coronavírus em comunidades vulneráveis de grandes centros urbanos e ajudar a diminuir os prejuízos socioeconômicos mais imediatos da pandemia. A BrazilFoundation recebeu o Amanhã (de)Novo de braços abertos e logo nos aliamos para expandir nosso impacto.

A GiveDirectly é a razão pela qual somos capazes de ajudar pessoas nos EUA e na África. Sem uma maneira eficiente, confiável e transparente de receber e distribuir doações nesses países, essa iniciativa não existiria. Procuramos um parceiro com alcance global que já estivesse envolvido com a força-tarefa que lida com a covid-19. Graças a Max Ghenis e seu conhecimento acadêmico sobre os benefícios sociais e econômicos das doações diretas, pudemos nos conectar rapidamente com a GiveDirectly, que ofereceu graciosamente sua plataforma para viabilizar nossa campanha.

A Create: Pensamentos Online, desenvolvedora de websites e soluções online, ofereceu-se para priorizar este projeto e entregar o site expeditamente, junto com quaisquer soluções relacionadas à web que o acompanham.

A Fleichman Advogados, firma de advocacia localizada em São Paulo, se empenhou em garantir que todos nossos passos estivessem dentro da lei e orientados para o benefício de nossos usuários e das ONGs parceiras. Sua contribuição pro bono foi fundamental para construir essa iniciativa.

Richard Sanches, tradutor e editor, ofereceu seu apoio sem relutar e ainda gratuitamente. Ele é o motivo pelo qual essas palavras fazem algum sentido.

Também contamos com suporte de:
FICA: Fundo imobiliário de propriedade coletiva.
XDivers: Centro de mergulho.

Por último, mas não menos importante, nossos primeiros respondedores desempenharam um papel inestimável ao escrever suas respostas antes mesmo que houvesse algum site on-line. Ao acreditar nessa iniciativa antes que houvesse uma de fato, eles ajudaram a aumentar nossa confiança e, mais importante ainda, a trazer tração para a campanha.

É difícil agradecer o suficiente aos nossos parceiros. Obrigado por confiar em nós e ajudar a dar vida a este projeto. Por isso e pelo seu constante apoio, seremos eternamente gratos. Agora vamos fazer nosso trabalho e ajudar o maior número de pessoas possível!

fale@amanhadenovo.org

Equipe:

Gabriel Kozlowski

Arquiteto e Curador.
Mestrado pelo MIT, doutorando por Harvard.
Curador Assistente da 17a Bienal de Arquitetura de Veneza 2020

Luisa Schettino

Arquiteta no Prior + Partners
Graduada pela PUC-Rio, e mestre pelo MIT

Max Ghenis

Fundador e economista na UBI Center
Candidato a mestrado no MIT

Helena Wajnman

Economista
Candidata a Mestrado no MIT

Maria Kozlowski

Publicitária

Leticia Schettino

Estudante de Ciência da Computação em Harvard

Embaixadores:

Monica Vieira Eisenberg

Desenvolvimento de Negócios Brasil-US

Ariel Kozlowski

Economista Ambiental

LinYee Yuan

Editora e escritora

Parceiros:

Refik Anadol

Artista de Mídia e Diretor
Professor e pesquisador na UCLA

NESS Magazine

Revista sobre Arquitetura, Vida, e Cultura Urbana

Create: Pensamentos Online

Desenvolvedora de websites e soluções online

Fleichman Advogados

Firma de advocacia

Richard Sanches

Tradutor e editor

Suporte:

Arq.Futuro:

Plataforma para discussão sobre as cidades brasileiras

FICA

Fundo imobiliário de propriedade coletiva

XDivers

Centro de mergulho

MOLD Magazine

Designing the Future of Food


É difícil agradecer o suficiente aos nossos colaboradores. Obrigado por confiar em nós e ajudar a dar vida a este projeto. Por isso e pelo seu constante apoio, seremos eternamente gratos. Agora vamos fazer nosso trabalho e ajudar o maior número de pessoas possível!

Proteja a Amazônia adquirindo mapas exclusivos do Brasil

• 10 Mapas únicos do Brasil

• Expostos na Bienal Internacional de Arquitetura de Veneza, 2018

• Expostos na Americas Society em Nova Iorque, 2019

Veja os mapas

Fotos das Exposições

Os mapas mostram 10 diferentes faces do Brasil e expõe as divisões visíveis e invisíveis que definem a identidade do país. Essas grandes cartografias exploram temas como imigração, a acessibilidade de nossas fronteiras e a movimentação de commodities no território brasileiro. Eles revelam as causas da fragmentação social e ambiental que impedem o país de estabelecer uma esfera pública mais igualitária e democrática.

Cada mapa foi desenvolvido processando extensos conjuntos de dados de instituições nacionais e internacionais, incluindo o IBGE, a Polícia Federal do Brasil, a NASA e o Global Forest Watch. Todo o processo foi feito através de uma pesquisa colaborativa com mais de duzentos profissionais de dez disciplinas, entre eles personalidades renomadas como Drauzio Varella, Claudio Haddad, Sérgio Besserman, Antonio Donato Nobre, Eliane e Carla Caffé e Cripta Djan.

A exposição teve curadoria de Sol Camacho, Laura González Fierro, Gabriel Kozlowski e Marcelo Maia Rosa.

Os mapas têm 3 x 3 metros (10 x 10 pés) e foram produzidos com impressão direta UV sobre chapa de ACM branco e requadro de alumínio soldado pintado de branco fosco. Cada mapa consiste em 4 peças separadas que se encontram perfeitamente no centro ou que podem ser expostas separadamente. O enquadramento da obra e os suportes de estrutura e fixação foram feitos sob medida em metal.

O preço sugerido dos mapas é de US$6.000. Transporte à parte. Entrega em todo o mundo.

Para adquirí-los, envie um email para mapas@amanhadenovo.org ou clique no botão ao lado do mapa escolhido.

Essas obras foram inicialmente comissionadas pela Fundação Bienal de São Paulo para o Pavilhão do Brasil na 16ª Mostra Internacional de Arquitetura de Veneza.

 

 

 

voltar para descrição

01. Paisagem Fluida 02. O Mapa não é o Território 03. Fluxos Humanos 04. Cruzamentos 05. Fluxos Materiais 06. Geografia dos Investimentos Imobiliários 07. Habitar a Casa ou a Cidade? 08. Sucessão de Bordas 09. Divisões Sólidas 10. Criptografias do Poder

A arte do Refik Anadol “Nova Gravidade do Mundo” está dando suporte ao Amanhã (de)Novo na luta contra a pandemia.

• Arte exclusivamente criada para o Amanhã(de)Novo

• Visualização da desenvolvimento global do coronavirus

• 2.5 milhão de pontos de informação

Sobre a Arte

voltar para descrição

Descrição pelo Artista

Inspirado pelas especulações intelectuais sobre o futuro da campanha humanitária Amanhã (de)Novo, o Refik Anadol Studio criou uma visualização 3D com base no conjunto de dados do Novel Coronavirus da healthmap.org e da John Hopkins University. Os 2,5 milhões de casos confirmados até Junho foram processados ​​para determinar a soma cumulativa filtrada por continente, país, província e cidade. O obra nos incentiva a mesclar nossa atual compreensão do vírus com nossos recursos financeiros para alcançar uma compreensão mais abrangente desse momento atual e, assim, imaginar um mundo pós-pandêmico onde as interconexões globais serão instrumentais para o nosso processo de cura coletiva.

Sobre Refik Anadol Studio

Refik Anadol Studio cria arte pública que explora o potencial para interseções de novas mídias, inteligência artificial e arquitetura. Por meio de instalações imersivas, pinturas de dados e performances audiovisuais, o estúdio processa os conjuntos de dados invisíveis que nos cercam como material primário de criação, e utiliza a mente do computador como colaboradora. Seus trabalhos comunicam o conhecimento como uma experiência poética que nos leva a repensar nossas realidades cotidianas e as interações com a tecnologia.

Portuguese Language USA Language

Amanhã (de)Novo

Bem-vindo aoAmanhã (de)Novo